quarta-feira, 23 de julho de 2008

A ti...



Vislumbro o céu lúgubre à beira mar,
Entornada sobre os grãos que cobrem a orla úmida.
Uma nuvem de saudade ondula rumo às estrelas...
E deixa-me à deriva, distraída pelo pranto contínuo da maré.

Já faz tempo que não ouço a sua voz,
Tampouco lembro dos teus olhos...
Somente um rosto envolto em brumas reconforta-me os sonhos.

No imenso oceano, entrego-me ao Universo,
Destinada a um horizonte sem fim...
Vida!!!

Não emergem palavras para dizer-te,
Que ainda navegarei até ti...
E não há tormenta que impeça,
Pois um dia me disse: Eu te amo!
.
.
.
.
Imagem: Autor Desconhecido

18 comentários:

fgiucich disse...

Las brumas del recuerdo que viven en el inmenso oceáno. Bello. Abrazos.

Ricardo Rayol disse...

não se iluda com expressões :-)

Cadinho RoCo disse...

Em seu ciclo de espera vislumbro o ímpeto de quem sem dizer nada a ninguém luta contra enorme tempestade interna, guardada, secreta.Brotam asas no dorso do desenho por causa de sua natureza angelical com temperamento capaz de enfrentar o mar bravio, porque é preciso. Se teimosia ou não, sei lá. Melhor aguardar o crescimento das asas a, quem sabe, proporem outros vôos. Nada como arejar as idéias com um bom par de asas de anjo.
Cadinho RoCo

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Giulia...Excelente texto...
Beijo

Claudia Perotti disse...

Mais um texto sentido à flor da pele!

Te amo, menina!

Beijinhosssssssss

MH disse...

puxa vida...show de bola esse texto.
MUito bacana mesmo...tem um lance de saudade...de um sentimento verdadeiro...lindão

: )

benechaves disse...

Bonitos versos, minha querida, bonitos versos! E com um lirismo que acentua ainda mais o grau de encantamento e sublimação. Grato pela gentil e simpática visita. Apareça sempre, as janelas estarão abertas diariamente. É só dar um pulinho(rs).

Beijos de carinho...

Janaina disse...

Giu, de onde vc tira tanta inspira;ao?
Mto lindo o texto! espero que continue assim!

Te amo amiga!

Beijao

Saudade

Delfim peixoto disse...

Poesia... pura!
Bjnhs

Cadinho RoCo disse...

O tempo passa e por isso ficamos em busca de novidade.
Cadinho RoCo

Elis disse...

lindooooo..texto!

xerooo!

Karla disse...

Nossa que perfeito o texto!

RESSACA disse...

Aqui nasceu o Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

titofarpas disse...

Já voltei de férias e o teu blog continua fantástico...
Bom fim de semana

Ni ... disse...

E que logo chegue o momento do encontro...

Beijo e mais beijos...

O Profeta disse...

Passei para te deixar um terno beijo

fgiucich disse...

Un largo silencio, otra vez? Abrazos.

Oliver Pickwick disse...

O amor nunca morre. Criaste um cenário fantástico nesta poesia.
Um beijo!